sexta-feira, 31 de julho de 2009

Laudo nº 746/09


Casa de vidraças embaçadas. Meia luz evidenciando folhas de papel espalhadas pela mesa. Algumas caídas pelo chão da sala. É que eram muitas perguntas. Perguntas que não devem ser respondidas. As respostas às vezes fazem perder a ousadia, o encanto das questões não sabidas. Ninguém precisa de todas as respostas.

No centro da sala, a menina brinca de boneca. Menina dos olhos, boneca de pano. Passarinhos cantam na janela. Embaçados. Pai e mãe, médicos legistas, fascinados pelo trabalho e, por si, nem tanto. A paixão pela morte os fizeram perder o encanto pela vida. A filha já ouvira centenas de histórias e casos da profissão, todas as noites antes de dormir. Na redação da escola disse que quer ser investigadora da polícia quando crescer. A professora chamou os pais para uma conversa, mas logo entendeu: falavam de gente morta com tanta naturalidade... sorriso no rosto.

Menina e boneca se confundem; ora menina é boneca, ora boneca é menina. Estão agora tão quietas, deitadas no tapete, pálidas. Pequena fresta na janela lateral e, em questão de segundos, papéis voam por todos os lados. Brisa da primavera que vem chegando. Hoje pai e mãe farão hora extra. Cheiro de saudade no ar.

24 comentários:

  1. nossa...mto boa sua história...a menina parece ser tão linda pelas suas palavras bem ditas...

    http://guilg7.blogspot.com/

    vlw

    ResponderExcluir
  2. De arrepiar!

    Traz o leitor para dentro da história, comovente, realista, intrigante...
    Uma literatura respeitável!

    parabéns!

    ResponderExcluir
  3. "As respostas às vezes fazem perder a ousadia, o encanto das questões não sabidas. Ninguém precisa de todas as respostas. "

    a simplicidade das palavras mostra que nem sempre é preciso complicar para esclarecer .
    muito bom !

    http://escrevendoeupenso.wordpress.com/

    Breno Massena

    ResponderExcluir
  4. Fabuloso jogo de palavras.

    ResponderExcluir
  5. Não consegui desgrudar os olhos, até terminar de ler.
    realmente muito bom!!
    voce escreve muito bem parabens!


    Embaixo do meu recado tem uma assintura que eu não consigo tirar¬¬ (é automatica hehe) mais ainda é valida :D


    Visite: http://remoyaconi.blogspot.com/
    comente e ajude a divulgar :P

    ResponderExcluir
  6. tem vezes que querer saber o sentido das é querer demais.. vamos fazer um filme?
    hehehe'
    adorei as palavras, parabéns!
    beijos! (:

    ResponderExcluir
  7. Eu achava legal quando meus pais faziam extra, assim a casa e seus mistérios ficavam mais tempo pra mim.

    ResponderExcluir
  8. Poxa ke inspiração!
    vc ke escreve!
    Parabens pelo blog,amei *-*

    ResponderExcluir
  9. esse texto me lembrou da infancia e os momentos que nos entimos sozinhos... Texticulo detalhista, e tocante..!
    Muito legal seu layout.Sucesso ao blog!

    visite vc tbm meu blog.
    posts rapidinhos e engraçados...
    http://www.babloguices.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. e bom ler um texto bem escrito...parabens...

    ResponderExcluir
  11. ousadia de viver simplesmente como vc é!

    ResponderExcluir
  12. Mto triste esse texto gente, meio mórbido, mas a realidade nem sempre é só de alegrias e foi mto bem escrito....

    ResponderExcluir
  13. Li de ovo o texto tinha entendido errado o final... hauhauhaua
    realmente é lindo seu texto!!!!

    ResponderExcluir
  14. Texto muito bem escrito mas triste...boneca e menina pálidas no chão aguardando pai e mãe fazerem o trabalho...!

    ResponderExcluir
  15. Um texto um pouco sombrio..
    Mais muito bem escrito.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Olá.

    Eita, é um texto meio medonho que combina um poco com o ar meloso do Blog com esse fundo preto e fonte roxa. :D

    "
    Menina e boneca se confundem; ora menina é boneca, ora boneca é menina. Estão agora tão quietas, deitadas no tapete, pálidas. Pequena fresta na janela lateral e, em questão de segundos, papéis voam por todos os lados. Brisa da primavera que vem chegando. Hoje pai e mãe farão hora extra. Cheiro de saudade no ar. "

    Gostei dessa parte.... A descrição sugere um pouco de realismo onde descrevemos situações com sentimentos....

    A Prosopopéia é uma linguagem figurista presente em Drumond. Enfim, se lançar um livro, me mande o link para que eu compre.

    O texto ta ótimo. Mas é o que vc sente ou não?


    Att.

    ResponderExcluir
  17. Seu texto é poesia forte como soco no estomago.
    Gostei!
    Abços

    ResponderExcluir
  18. mto bom o texto...fiquei super curioso com o final !!!
    mto bacana

    ResponderExcluir
  19. Nossa Samira. Quanta habilidade, quanto sentimento, :D Você realmente tem um dom muito especial, meus parabéns querida (:

    ResponderExcluir
  20. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo


    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  21. A morte exerce um fascínio indescritível sobre todos nós. Acho que por ser uma certeza tão pungente, nos atormenta a ponto de fazer querer experimentá-la um pouquinho para então saciar a sede curiosa que é descobrir o que há além desse véu que separa os dois mundos.
    Uma delas é a escrita. Extravasar os conflitos sobre essa experiência é conhecê-la um pouco mais.

    Belas as suas palavras, pois passa além da cena, um conforto.
    Ah! parabéns pelo novo selo!!!...
    beijos!

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pelo texto amiga...
    "Pai e mãe, médicos legistas, fascinados pelo trabalho e, por si, nem tanto. A paixão pela morte os fizeram perder o encanto pela vida."
    Triste, mas realista...espero que NUNCA percamos o encanto pela vida como muitos já perderam!

    ResponderExcluir